sexta 22 Jun. 2018

Federação apresenta Plano Estratégico

A Federação Portuguesa de Ténis de Mesa apresentou no sábado o Plano Estratégico para 2012-2016, no Pavilhão Municipal de Santo Tirso.
O Plano, apresentado pelo coordenador da Formação, Fernando Malheiro, tem como principal objetivo desenvolver um plano nacional de deteção de talentos, de forma a potenciar o Centro de Alto Rendimento que está a ser criado em Vila Nova de Gaia.
A identificação, seleção e desenvolvimento de talentos, realizada através de um projeto especial do Desporto Escolar, tem de ser realizada em conjunto pela Federação, Associações distritais, Clubes, Atletas e Famílias. Para fomentar a formação de professores e alunos e a promoção e dinamização do ténis de mesa e aproximar o meio escolar às Associações e Clubes foi criado o manual “O Ténis de Mesa Vai às Escolas”, que será distribuído gratuitamente a todos os professores da disciplina de Educação Física.
O Centro de Alto Rendimento de Vila Nova de Gaia, que deverá ser inaugurado até princípio da próxima época, será o motor de desenvolvimento da modalidade, e a Federação tem como objetivo que venha a integrar a rede mundial da Federação Internacional.

Comunicado nº 05 2012-2013

Temos assistido, nos últimos dias, a diversas publicações noticiando a falta de apoio por parte da FPTM para que o atleta internacional português João Geraldo (nº 24 da Europa e 84 do Mundo) do CTM Mirandela pudesse participar na Final do Circuito Mundial de Juniores, onde supostamente estarão presentes os 16 melhores jogadores mundiais da categoria.

 

Congratulamo-nos com a atenção dada ao Ténis de Mesa, mas estranhamos que a própria FPTM, entidade reguladora da modalidade não tenha sido contactada com o objectivo de dar o seu ponto de vista e clarificar a sua posição, o que passamos a fazer.

 

São do conhecimento público, aqui se incluindo quer os sócios da FPTM, quer as entidades públicas, as grandes dificuldades financeiras porque passa a FPTM que, obrigam a sua Direcção a um redobrado cuidado e atenção nos critérios utilizados não só na preparação das várias selecções nacionais e participação em competições internacionais, como em todos os custos inerentes à actividade desportiva que a própria FPTM regula.

 

Esta Direcção pretende a evolução constante dos atletas portugueses mais jovens com o intuito de poderem vir a integrar, no futuro, a Selecção Nacional de Seniores. A curto prazo, o objectivo passa por criar condições para que a Selecção Nacional de Juniores possa melhorar o 6º lugar obtido no último Campeonato da Europa e consequente apuramento para o próximo Campeonato do Mundo da categoria. Assim, e para ajudar a perceber a decisão tomada juntamos alguns dados:

 

- Não é correta a noticia de que estarão presentes os melhores 16 jogadores mundiais da categoria sendo que nenhum dos 20 primeiros atletas do Ranking Mundial de Juniores estará presente na prova, conforme se pode ver no quadro seguinte. As melhores selecções Europeias (França, Alemanha, Hungria, Itália, Bélgica, Polónia) não têm qualquer atleta a participar na competição:

Nome

Nacionalidade

RM

RE

JOUTI Eric

BRA

53

 

LEE Chia-Sheng

TPE

24

 

XIN Zhaoxu

SIN

40

 

CHEW Zhe Yu Clarence

SIN

47

 

CHEN Hongtao

CAN

38

 

HUNG Ka Tak

HKG

59

 

MORIZONO Masataka

JPN

22

 

SARAGOVI Pablo

ARG

124

 

BEDAIR Omar

EGY

81

 

PERAL Xavier

ESP

203

75

KANG Minho

KOR

94

 

WU Kevin

NZL

278

 

ACEVEDO Amilcar

GUA

794

 

HUANG Chien-Tu

TPE

85

 

ISHIY Vitor

BRA

73

 

GERALDO João

POR

84

24

 

- Os critérios de qualificação para esta prova passavam pela obrigatoriedade de participação num mínimo de 3 competições do Circuito Mundial realizadas em 2 Continentes diferentes (www.ittf.com/juniors/2012/ittfjc_standings_boys.pdf).

 

- O João Geraldo qualificou-se para esta competição após ter participado no Open da Tunísia, em Outubro passado, a expensas próprias e com o apoio da marca que o patrocina. Essa mesma marca, que poderia ficar desagradada pelo facto de não rentabilizar nesta fase final o investimento feito anteriormente, quando contactada pela FPTM sobre este assunto, informou que não se justificaria a presença do atleta na Guatemala já que os recursos aí gastos seriam mais proveitosos se investidos em estágios e participações noutras competições.

 

Aceitamos e compreendemos a tristeza sentida pelo João aquando da comunicação da nossa decisão. Importa sublinhar que para além das suas reconhecidas qualidades de atleta o João nos presenteia constantemente com um excelente comportamento social, tendo evidenciado uma atitude irrepreensível longo de todo este processo. No entanto, consideramos que a sua participação nesta prova não seria de todo um investimento com retorno adequado para os objectivos desportivos a que nos propomos. No entanto congratulamo-nos que a campanha tenha cumprido o seu objectivo e desejamos as melhores felicidades ao João na sua participação nesta competição.

 

Deste modo, a Direção da FPTM enquadra esta decisão dentro do seu compromisso de defender os interesses de todo o Ténis de Mesa de Portugal e de continuar a trabalhar no crescimento e desenvolvimento da modalidade.

 

 

Lisboa, 4 de Janeiro de 2013

Pedro Miguel Moura
Presidente da Federação Portuguesa de Ténis de Mesa

Patrocinadores