Monday 21 Oct 2019

Bola Oficial 2014/2015 - Esclarecimento

Como é do conhecimento geral a ITTF regulamentou que todas as competições internacionais da próxima época desportiva fossem jogadas com as novas bolas de plástico, sendo que os Jogos Olímpicos da Juventude que se realizam em Nanjing durante este mês de Agosto, serão a última grande competição internacional a ser jogada com bola de celuloide. Esta norma foi de imediato adotada também pela ETTU, para todas as competições efetuadas sob a sua jurisdição.
Tal como foi explicado e comunicado no I Fórum de Ténis de Mesa que se realizou na Maia no passado mês de Maio, desde o primeiro momento que a Direção da FPTM decidiu que estas normas deveriam também ser adotadas para todas as competições nacionais, organizadas sob o seu âmbito, o mais rapidamente possível.
No entanto a produção, e respetiva comercialização pelas mais variadas marcas, das novas bolas de plástico, tem sofrido avanços e recuos, e por isso muitas Federações Europeias ainda não tomaram uma decisão quanto ao tipo de bola a utilizar na próxima época desportiva.
Temos como exemplos a Federação Francesa que deverá manter a bola de celuloide por mais uma época, ou a Federação Espanhola que, num procedimento muito semelhante ao da FPTM, somente obrigará a Superliga masculina e feminina a serem jogadas com nova bola de plástico.
Tudo isto resulta do desconhecimento sobre o volume de bolas de plástico que vão estar à disposição de todos, não só na Europa como em todo o Mundo, a que acresce ainda o fato de as novas bolas de plástico terem um tempo de duração muito inferior ao das bolas de celuloide, o que obrigará a um maior número de bolas disponíveis, do que o usual, para assegurar o normal desenrolar das competições.
Realizou a FPTM vários contatos com o seu patrocinador e fornecedor oficial de bolas para todas as competições FPTM (Tibhar) no sentido de assegurar que fossem disponibilizadas para Portugal, em tempo útil, um número de bolas de plástico suficiente que permitisse que todas as competições nacionais se pudessem iniciar com as mesmas, como seria o desejo de todos.
No entanto a marca informou-nos que somente uma pequena quantidade de bolas estaria disponível, para a FPTM e para o comércio normal, durante o mês de Julho 2014, garantindo no entanto que todo o processo deveria estar normalizado até do final do ano de 2014.
Assim, e considerando que:
1. O fornecedor de bolas oficiais da FPTM, Tibhar, não consegue garantir a distribuição de bolas no nosso país que permita o normal desenrolar de treinos e competições desde o início da época.
2. Os clubes portugueses inscritos nas competições europeias irão competir com as novas bolas de plástico.
3. Que todas as competições internacionais onde as seleções nacionais irão participar serão jogadas com bolas de plástico.
4. Que é altamente provável que todos os atletas que estarão em atividade nas seleções nacionais no último trimestre de 2014, joguem em clubes da 1ª divisão masculina e feminina, com exceção dos que participarem no Open do Funchal.
5. Que somente um pequeno núcleo de 4 ou 5 clubes apresentam regularmente equipas A e B a competir nos Campeonatos Nacionais de Equipas Seniores, representando estes aproximadamente 5% do total de clubes inscritos nas competições, e que nesses, se perspetiva que somente entre 0 a 3 jovens possam, numa opção dos seus clubes, competir em ambas as equipas, representando menos de 1% do total de atletas em competição regular, resultando num impacto negativo praticamente nulo pelo fato de as várias competições serem disputadas com bolas produzidas com material diferente.
6. Que este período de transição durará somente quatro meses, com impacto direto apenas nos meses de outubro e novembro quando se disputarão jornadas da 2ª divisão de honra masculina e das 2ªs divisões masculina e feminina.
7. Que os campeonatos nacionais de jovens da próxima época desportiva só se disputarão no primeiro semestre de 2015.
8. Que a FPTM somente consegue assegurar, através do seu “stock” de bolas, que as mesmas não faltarão nos encontros relativos à 1ª divisão masculina e feminina.
Reafirma a FPTM a data de 1 de Janeiro de 2015, como a data oficial para inicio da utilização da nova bola de plástico em todas as competições da FPTM com exceção dos campeonatos nacionais de 1ª divisão masculina e feminina, pelas razões acima evocadas, já que de outro modo não é possível assegurar o normal desenrolar das competições.
A FPTM irá continuar a monitorizar de perto a situação, mantendo contatos regulares com o seu fornecedor oficial de bola, no sentido de garantir que as competições nacionais da próxima época se irão desenrolar normalmente.

Patrocinadores