Saturday 28 Nov 2020

1.ª Divisão feminina com muitos reforços

 

O Campeonato Nacional feminino da 1.ª Divisão vai começar este fim de semana, com a participação de nove equipas – a formação do Grupo Desportivo da Casa do Povo da Madalena, da ilha do Pico, desistiu da competição.
A prova não tem um campeão nacional em título, porque na época 2019-2020 a competição não chegou ao fim, devido à pandemia do Covid-19.
A equipa do Clube de Ténis de Mesa de Mirandela, campeão nacional por 20 vezes, é uma crónica candidata ao título máximo. A internacional russa Mariia Malanina (n.º 206 do ranking mundial) que participou nas Universíadas de 2019 reforçou a equipa transmontana, tal como a chinesa Zhang Yifan, ainda júnior. A formação manteve a internacional sérvia Annamaria Erdelyi (n.º 621), que representa o Mirandela há várias épocas e a internacional lusa Rita Fins (n.º 720).
As transmontanas vão ter a posição do Sporting Clube de Portugal, a última equipa a vencer o título, em 2018-2019, o 14.º da sua história. As “leoas” mantêm a mesma equipa da época passada, encabeçada pela internacional brasileira Bruna Takahashi, a atleta a atuar no campeonato com a melhor posição no ranking mundial (n.º 47), ajudada pelas internacionais das seleções jovens Patrícia Santos (n.º 721) e Bruna Marcelino.
O Grupo Desportivo do Centro Social do Juncal, representante de Praia da Vitória, na ilha Terceira, é um tradicional participante no Play-off, tendo conquistado um título nacional, em 2013-2014. A equipa reforçou-se fortemente, contando com o concurso da nigeriana Janet Effiom (n.º 430), da cazaque Khusseinova Gulchekhra (n.º 277), a sérvia Marija Galonja e a russa Tatiana Garnova.
A Associação Desportiva e Cultural da Ponta do Pargo, a quarta equipa que disputa o Campeonato Nacional esta época e que já venceu a prova, em 2003-2004, apresenta-se mais uma vez como candidata a disputar o Play-off. A internacional jovem Célia Silva (n.º 990), que na época passada representou a Ala Nun’Álvares, vai ter a companhia da romena Arina Singeorzan (n.º 430), da campeã nacional sénior em 2019-2020, Olga Chramko, e da dinamarquesa Stefanie Christensen, a mais cotada jogadora do seu país, na posição 235 do ranking mundial, e de Mariana Gonçalves.
A Ala Nun’Álvares é uma das duas equipas apenas com atletas portuguesas, tendo todas representado a Seleção Nacional: Raquel Martins (campeã nacional de Sub-21 e vice-campeã nacional sénior e quarta atleta lusa com melhor ranking – 322), Marta Santos (n.º 514), Daniela Moura, Maria Matos, Mariana Barbosa e Maria João Nogueira. A equipa há várias épocas que é uma forte candidata a disputar o Play-off.
As três restantes equipas são primodivisionárias: Boa Hora Futebol Clube, Lusitânia de Lourosa Futebol Clube e União Sebastianense Futebol Clube.
O Boa Hora é a outra equipa apenas com atletas nacionais, na qual pontifica a internacional Inês Matos, campeã nacional de juniores e n.º 776 do ranking. As outras jogadoras são Isabel Rodrigues, Mariana Rodrigues e Sara Guerreiro.
O Lourosa aposta esta época nas prestações da atleta Chelsea Edghill, internacional da Guiana que venceu o campeonato das Caraíbas no escalão sub21 e está na 430.ª posição do ranking mundial, e da eslovaca Natalia Grigelova (n.º 316). A formação reforçou-se também com a gaulesa Anna Hurley, de apenas 14 anos, que é a mais jovem atleta de sempre a competir nos Jogos da Commonwealth, na Gold Coast 2018, quando tinha 11 anos, e a representar o País de Gales numa competição sénior, aos 10 anos, na qualificação para o Europeu. Em outubro deste ano, conquistou a medalha de bronze no Top 10 Europeu de jovens realizado em Berlim e é a número 582 do ranking mundial. A equipa conta ainda com as internacionais jovens Inês Fernandes e Mariana Costa.
O Sebastianense, representante de Angra do Heroísmo, na Ilha Terceira, reforçou-se com a internacional portuguesa Leila Oliveira, a terceira atleta lusa com melhor posição no ranking mundial (184) e que integra há vários anos a Seleção Nacional sénior, e a internacional galesa Charlotte Carey (n.º 152). Ana Reis, Joana Mota e Mariana Ferreira completam a equipa açoriana.

Patrocinadores