Sunday 22 Sep 2019

Diogo Carvalho e Marta Santos são os novos campeões nacionais

 

Diogo Carvalho e Marta Santos (seniores) e Tiago Abiodun e Mariana Santa Comba (infantis) sagraram-se campeões nacionais de Singulares da época 2018-2019, na prova que terminou este domingo no Multiusos de Gondomar. O Campeonato Nacional Individual de Seniores | JOGOS SANTA CASA e Campeonato Nacional Individual de Infantis teve a presença total de 229 atletas (146 seniores e 83 infantis).
Diogo Carvalho (Sporting CP) conquistou o título nacional individual de seniores pela terceira vez consecutiva, ao bater na final o madeirense Duarte Mendonça (ADC Ponta do Pargo) por 4-0. No 3.º lugar do pódio ficaram Nuno Gonzaga (União Sebastianense FC), vice-campeão no ano passado e Miguel Magalhães (Ala Nun’Álvares).
No sector feminino, venceu a atleta da casa, Marta Santos (Ala Nun’Álvares) , ao vencer por 4-2 a transmontana Rita Fins (CTM Mirandela). As medalhas de bronze foram entregues a Inês Matos (Boa Hora FC) e Inês Batista (CTM Mirandela).
No escalão de infantis, Tiago Abiodun (Sporting CP) derrotou por 3-0 no último encontro Pedro Gonçalves (CTM Vila Real), enquanto Tiago Olhero (CCR Arrabães) e João Mendes (Montamora SC) terminaram no 3.º posto.
Mariana Santa Comba (CTM Mirandela) sagrou-se campeã nacional ao bater a colega de equipa Clara Correia por 3-0. Mariana Costa (AR Canidelo) e Joana Pinto (CTM Mirandela) completaram o pódio de infantis.

 

Diogo Carvalho: “Nunca é fácil ser campeão nacional”
O atleta do Sporting Clube de Portugal conquistou o 3.º título nacional consecutivo e quarto da sua carreira (2014, 2017, 2018 e 2019), e considera que o mais difícil foi “no primeiro ano e o primeiro título de campeão nacional é sempre o melhor. Foi a competição mais forte de todas as que ganhei.”
Na competição deste ano, “o jogo mais difícil foi o dos quartos de final, frente ao David Bessa. Não estive muito confortável, tive de trocar de raquete, porque rasguei a borracha e senti-me um pouco incomodo. Contudo, consegui dar a volta e ganhar. Nunca é fácil vencer o título de campeão nacional”

Em 2014, Diogo Carvalho arrecadou os três títulos em disputa (Singulares, Pares e Pares Mistos), mas este ano optou por participar apenas na competição de Singulares, porque “esta é um prova muito longa, são apenas dois dias, mas com muitos jogos e não me quero sujeitar a lesionar, porque este ano o Sporting está com uma onda de baixas.”
Em relação à época, o internacional português falou dos objectivos, além da revalidação do título nacional: “Na próxima semana o Sporting vai jogar as meias-finais da Taça ETTU contra a equipa do G.V. Hennebont de França. A 1.ª eliminatória vai ser disputada em casa, no pavilhão João Rocha e esperamos alcançar uma vitória para ficarmos bem encaminhados para o encontro em França. Não vai ser fácil, porque o Aruna Quadri esteve um mês lesionado e o João monteiro vem de uma lesão, mas queremos ganhar.”


Marta Santos: É incrível...”
A atleta do Ala Nun’Álvares, de Gondomar”, conquistou o primeiro título nacional da sua carreira. “Não estava mesmo à espera. Sempre tive o sonho de ser campeã nacional individual e nunca consegui, nem em cadetes nem em juniores. Ser agora, em casa, é incrível.. Estava cá aminha família, os meus amigos, os atletas pequeninos do Ala, que eu adoro do fundo do coração e nem sei explicar aquilo que estou a sentir...”
A atleta, que está no último ano do Curso de Bioquímica, revelou que “durante o Campeonato tive dois jogos muitos difíceis. Na fase de grupos, no jogo com a Sílvia Santos, do Mirandela, estive a perder por 2-0 e só precisava de um set para passar, mas se perdesse por 3-0 não era apurada para o Mapa Final. Mas o jogo mais difícil de todos foi sem dúvida a final com a Rita Fins. Já jogamos muitas vezes, mas penso que nunca lhe tinha ganho. Quando éramos pequenas talvez, mas nos ´últimos anos foi a primeira vez que lhe ganhei.”

 

Resultados Finais de Singulares

Resultados Finais de Pares

Patrocinadores